Fechar

Notícia
Ver todas as notícias

Unidade da Marfrig de Chupinguaia recebe primeira etapa do Circuito Boi Verde do ano

A etapa do Circuito Boi Verde 2017 foi realizada na planta frigorífica da Marfrig Global Foods de Chupinguaia, em Rondônia, no mês de março. O Circuito de Julgamentos de Carcaças da Raça Nelore, promovido pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), avaliou 360 animais.

 

Participaram da etapa os criadores Antonio Borges Afonso Filho (1° lugar), Daniel de Oliveira Breda (2° lugar), Hiran Alves de Cristo Junior (3° lugar) e Clovis Jose Lopes (4° lugar).

 

“O resultado demonstrou a qualidade do rebanho de Chupinguaia, considerada a capital do boi gordo do Estado de Rondônia, com um rebanho com mais de 12 milhões de cabeças“, afirma Guilherme Alves, gerente de produto da ACNB.

 

De acordo com os dados levantados pela equipe do Circuito do Boi Verde, do total avaliado, 74,2% dos animais tinham até quatro dentes. Outros 75,6% apresentaram peso superior a 18 arrobas e, 74,4% acabamento de gordura mediano ou uniforme. “Os animais participantes desta etapa do circuito mostraram qualidade nas carcaças, além de precocidade e genética diferenciadas”, afirma Elder Dantas, técnico da Nelore do Brasil, que acompanha de perto os abates de Nelore na unidade da Marfrig.

 

Para Daniel Breda, segundo lugar da etapa, o abate técnico é muito positivo, pois analisa parâmetros relacionados a maciez, acabamento e, consequente, garantem qualidade para o consumidor. “Como tudo na vida, é importante termos um feedback do resultado de um trabalho árduo e técnico. Sou pecuarista e apaixonado pelo que faço, produzo carne de qualidade superior, produzida a pasto, que é carne mais saudável do mundo.”

 

O pecuarista revela que a conquista de uma boa colocação no Circuito Boi Verde se deve ao planejamento nutricional que faz em sua fazenda, para que os animais não sofram nenhum tipo de restrição alimentar, mesmo na seca. “Pasto rotacionado garante uma boa oferta de forragem com maior nível nutricional e quantidade suficiente para altos desempenhos, promovendo o bem-estar animal, competitividade e qualidade de carne para o consumidor final.”

 

Daniel Breda, que é criador em Rondônia revela que a raça Nelore se adaptou muito bem ao bioma amazônico, que, segundo ele, é um local inóspito. “Me sinto orgulhoso de ter participado deste circuito e devemos muito a esta raça maravilhosa, um dos principais motivos do sucesso da pecuária nesta região”.

 

Vale lembrar, que o criador que venceu esta primeira etapa, Antonio Borges Afonso Filho, recebeu um prêmio de uma tonelada em produtos, oferecido pela DSM-Tortuga, parceiro da ACNB.

 

Circuito Boi Verde

O Circuito de Julgamentos de Carcaças da Raça Nelore da ACNB tem por objetivos promover e fomentar a raça Nelore no país e no exterior, evidenciando seu potencial de produção de carne de qualidade.

A trajetória dos abates técnicos e avaliações de carcaças da raça Nelore, implementada pela ACNB, teve início no ano de 1999. Em 2003, os abates técnicos passaram a ser organizados sob a forma de um Campeonato Nacional de Desempenho da Raça Nelore, batizado como Circuito Boi Verde de Julgamento de Carcaças. Em 2004, se internacionalizou, com a realização de etapas no Paraguai. Informações sobre as próximas etapas do campeonato estão disponíveis no site da Nelore do Brasil: http://nelore.org.br/CircuitoBoiVerde

 



Fonte: Assessoria de comunicação
Data: 05/04/2017 11:17



Compartilhe: Twitter Facebook



Comente